10 janeiro 2007

Harry Potter e outras coisinhas

Em resposta a um email, acabei escrevendo um pouco sobre Harry Potter. Em breve terei um estudo completo sobre a obra e então passarei a apresentar. Mas até então, está tudo em minha cabeça... Bom, o texto acabou ficando razoável e vou deixar aqui para leitura.

"Desde o início de 2006 que estudo o personagem Harry Potter, já li 02 obras de Harry Potter, já assisti a todos os filmes, já li algumas obras sobre Harry Potter e participo de fóruns de discussão na internet. Já está em preparação um estudo (semelhante ao código da vinci, que fiz) para oferecer à igreja. Mas queria adiantar o resultado deste estudo para vocês...

Harry Potter, Disney, Xuxa, Yu-gi-oh, Pokemon etc... Essas coisas só tem valor em uma casa onde a família é desestruturada e Jesus não é centro. Sabe porque? Porque se o pai ou mãe têm tempo de se sentar ao lado do filho e assistir estes programas e dizer ao filho o que é certo e o que é errado... as influências vão embora, porque a influência dos pais é mais forte do que a do Diabo.


Mas o que vemos são os pais que deixam os filhos serem criados pela TV, aí a criança desanda e a culpa é de quem? Do programa de TV!!! Convenhamos né! É como responsabilizar a babá pela má criação do filho!!! Assim, todas essas influências vão chegar à criança sem qualquer barreira. O que vemos é essa proteção cega de alguns pais não deixando seus filhos assistirem a nada, assim, estimulam a curiosidade e quando a criança chega na escola é simplesmente exposta a tudo que o pai proibiu... resultado, todo mundo conhece, a criança aceita, topa, toma, assiste e etc.


Assim, meus irmãos, quero apenas compartilhar um pouco do que tenho visto e estudado. A proibição e o simples ignorar o assunto não responde aos questionamentos de uma criança e muito menos de um adolescente. Quando os pais gastam tempo em saber o que seus filhos ouvem, vêem e escrevem... estão evitando muitas dores de cabeça no futuro.


Ah, e pra arrematar, vou me apropriar de uma pregação do Paulo Júnior
(Sal da Terra), o título é Benção Familiar... onde ele leva o ouvinte a lembrar que ele ouve o tempo inteiro sobre Maldição Familiar e benção que é bom, nada! Assim, chamamos de maldição familiar o completo fracasso da nossa fé dentro de nossos lares. Vou citar o texto que Paulo Jr. cita: "Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Loide, e em tua mãe Eunice, e estou certo que também habita em ti" (2ª Tm 01:5). A benção familiar é uma fé genuína vivida pelos pais que influenciam a vida de seus filhos, qualquer um que estude os avivalistas vai encontrar nos pais deles a fonte da inspiração que os levaram a ir tão longe.

Não é à toa que os filhos dão tão pouco valor à fé, pois ao invés de encontrar pais tementes a Deus e que buscam ao Senhor em suas casas, encontram adultos em crise com sua fé e desesperados para pagar as contas, e quantas vezes também falando mal da igreja dentro de casa. Aí, culpamos a TV, culpamos o passado da família, culpamos todos, exceto os verdadeiros culpados: nós, ao não viver uma fé genuína e não conseguir que isso ache morada no coração dos filhos.
Bom, é isso.

Espero poder ter contribuído um pouquinho."

4 comentários:

Dani disse...

nossa....
hehehehe

=P

Direto nem um poko....imagina....hehehhehe

Pois eh........to curiosa p assistir o estudooo....heheheheh

bjux
=*

katia disse...

Que que e isso hein.................. estouate abismada cara tu e muito inteligente e continue assim..... vc sabe te curto muito e oropra esta coragem de desvendar como realmente sao as coisas e que o mundoso sera melhor quando todos se conscientizar de que tudo fluimelhor e a vida tambem quando os nossos pais realmente supri a nossa carencia de aconchego e presença. E disso que estamos precisando neste mundo....
beijosssssssssssssssssssssss

PS: sua + nova filhinha

Ana Paula disse...

ow legal seu comentario.........
]
beijosssssssssssssssssss

Dani disse...

n gostei viu Katia!!!
aff

q historia eh essa Papai!?!??!?