15 dezembro 2006

Não



Fim de ano.

Este pequeno post é um desabafo para o horário de almoço da sexta feira (dia mais corrido da humanidade e dia também mais esperado pela humanidade todas as semanas).

Dizer não é uma arte.
Uma arte que pode salvar sua vida ou pelo menos a sua consciência.
Dizer não é algo precioso.
Tão precioso que pode fazer você ganhar mais ou menos.
Dizer não é algo pessoal.
Tão pessoal que pode significar quem são as pessoas que realmente gostam de você.
Dizer não é essencial.
Tão essencial quanto as coisas que você perde quando deixa de dizer não.

Aí, você se ocupa com todo o redor e se esquece de você. Se esquece da sua família. Se esquece até de Deus.

Diga não. Não dói.

Um comentário:

Dani disse...

muito linduuuuuu o textinho....
hehe

ammmuuuu

b-jux
=*