10 abril 2008

A IGREJA QUE DEIXA OS MUNDOS ATURDIDOS!

Sabe, já tem um tempinho que estou acompanhando alguns escritos do Thiago no Tomei A Pílula Vermelha e tenho visto a constante iniciativa em que pregam para ele insistemente no sentido de dizer que o fato de ele congregar com alguns amigos e não numa igreja institucionalizada não caracteriza um viver bíblico ou "de Deus".

Ora, achei muito interessante ao ver o texto do Caio que acaba de chegar sobre a igreja que deixa os mundos aturdidos! Pois é exatamente a expressão do Thiago e também aquilo que pessoalmente tenho buscado pra minha vida.

Como disse no blog dele, só consigo ir a "i"greja porque consigo viver "I"greja lá dentro com algumas pessoas. Do contrário, eu já tava longe!

Entendo tantos que pleiteiam a causa de se estar institucionalizado e respeito. O problema é quando isso bloqueia a visão e se torna uma espécie de castrar sonhos. As nossas instituições são bem por aí.

É como se estivéssemos todos num velório, dizendo para nós mesmos que o morto não morreu... o problema que isso já durou tempo demais... agora o defunto já começou a feder.

Bom, o trecho que achei interessante está abaixo. Se quiser clique e leia.

**********************

Ora, como pode ser que na Igreja habite a plenitude de Deus se ela é feia aos nossos olhos?

Talvez seja porque o que Paulo chama Igreja seja a comunidade ideal apenas visível aos olhos de Deus, até porque somente Ele sabe quem faz parte da Igreja de Deus.

O apostolo, entretanto, cria que é pela multiforme experiência da Graça de Deus que aquilo que é Igreja para Deus e anjos, se manifesta gerando perplexidade nos poderes invisíveis que a observam.

Assim, o principal sinal da Igreja é a manifestação da multiforme Graça de Deus — na forma de amor, perdão, reconciliação, justiça e bondade procedentes da verdade que atua em amor.

Desse modo a Igreja só é Igreja quando nela habita a Graça como verdade seguida em amor!

Um comentário:

Fenrisar disse...

See Please Here